O que causa inflamação nas glândulas salivares?

em | Saúde


Inchaço da mandíbula, vermelhidão na região do pescoço, pus na boca e febre; sintomas comuns que podem indicar a inflamação nas glândulas salivares.

Vários fatores ocasionam a inflamação destas glândulas, localizadas atrás do maxilar, diante dos ouvidos e outras menores distribuídas por toda a boca.

Os principais casos referem-se a infecções bacterianas, cálculos, doenças autoimunes, radioterapia na área da boca ou tratamento com iodo para câncer de tireoide.

O diagnóstico preciso, assim como o tratamento é realizado por um cirurgião de cabeça e pescoço, que inclui abordagens medicamentosas ou cirúrgicas.

O cirurgião de Cabeça e Pescoço Drº Thiago Chulam afirma que o avanço da tecnologia, hoje proporciona tratamentos menos invasivos, inclusive para a ressecção da glândula e remoção de cálculos ou tumores. “Por meio da cirurgia robótica, alguns problemas das glândulas salivares são tratados com mais exatidão e eficiência. Através de uma pequena incisão retroauricular com extensão para a linha do cabelo, tumores são removidos  garantindo excelentes resultados funcionais e estéticos”, destaca o cirurgião.

Além da avaliação do profissional, conhecer um pouco mais sobre essa disfunção pode ajudar a identificar seu início precocemente evitando possíveis agravações.


Quais são e onde ficam as glândulas salivares?

O ser humano possui três grandes glândulas salivares localizadas na região da cabeça e pescoço.

Glândula Parótida: Situadas abaixo e diante dos ouvidos, estas duas glândulas da lateral da face têm maior dimensão e mais incidências de tumores benignos.

Glândulas Submandibulares: Estas glândulas ficam na parte interna da mandíbula na “raiz da língua”. A maioria dos tumores nesta região são malignos.

Glândulas Sublinguais: Sob o assoalho da boca e nas laterais inferiores da língua. Assim como as submandibulares, os raros tumores que acometem essas glândulas são na maioria das vezes, câncer.

Glândulas Salivares Menores: Abaixo do revestimento dos lábios, palato, língua, interior das bochechas, nariz, seios paranasais e laringe existem centenas de glândulas salivares menores.

Apesar de raros, os tumores nestas regiões podem ocorrer com mais frequência no céu da boca.

Qual Função das glândulas salivares?

A referência do nome já indica sua principal função: a produção de saliva. 

Estes órgãos acessórios que fazem parte do sistema digestivo garantem o fluido lubrificante para a boca e garganta, que auxilia na fala e deglutição dos alimentos. 

Além disso, a saliva contém enzimas e anticorpos que protegem toda a região.


Sintomas da inflamação das glândulas salivares

Por serem comuns, os sintomas da inflamação das glândulas salivares, algumas vezes são confundidos com outras patologias, por isso a necessidade de uma avaliação médica para confirmação exata do diagnóstico.

  • Inchaço e/ou vermelhidão na região das glândulas (frente dos ouvidos, mandíbula, chão da boca, pescoço)
  • Boca seca
  • Pus ou gosto desagradável na boca
  • Dor ao abrir a boca
  • Febre e calafrio


Principais causas de inflamação das glândulas salivares

Vários fatores resultam na inflamação das glândulas salivares, entre eles, consequências de doenças e até tratamentos.

  • Devido a doenças autoimunes (Exemplos: Artrite reumatoide, Lúpus eritematoso sistêmico, Síndrome de Sjögren, Esclerose múltipla, Diabetes tipo 1 e etc.)
  • Cálculos formados a partir de sais presentes na saliva
  • Infecções Bacterianas
  • Após radioterapia na área da boca
  • Após terapia com iodo radiativo para câncer de tireoide
  • Anorexia
  • Tumor

Tratamento da inflamação das glândulas salivares

De acordo com o diagnóstico realizado pelo médico especialista, o tipo de tratamento varia desde procedimentos com medicamentos antibióticos a cirurgias.

Para fases mais agudas, que demandam a remoção de tumores benignos, câncer ou ressecção total da glândula, o cirurgião Drº Thiago Chulam explica que a intervenção cirúrgica é necessária.

“O nervo facial, que controla todo o movimento da face passa por glândulas salivares, tornando o procedimento ainda mais complexo. Diante disto, quanto menos invasiva e mais precisa for a intervenção, os riscos de sequelas são reduzidos potencialmente”, destaca o cirurgião de Cabeça e Pescoço, que indica a cirurgia robótica como método ideal para estes casos.

Vale ressaltar que esta abordagem é uma grande inovação para o tratamento de problemas nas glândulas salivares e por ser recente, a procura por um profissional especializado e apto a esta técnica é fundamental para o sucesso dos resultados.





Foca no Fato - Notícias [parceiro]

VEJA MAIS
www.focanofato.com.br

RIEVE MODA PLUS SIZE

VEJA MAIS
www.rieve.com.br

Albreis - Design & Programação Acompanhantes Lux Brasil Imóveis Vídeos Guia Super Viva Foca no Fato Rieve - Moda Plus Size | Zema Sul